quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Agita Com Ciência


Caminhar e Correr reduz incidência de Câncer Renal
Reduced Risk of Incident Kidney Cancer from Walking and Running
Um estudo realizado por William (2014) recrutou 91,820 sujeitos entre 1991 e 1993 (7.7anos de follow-up de 42.833 sujeitos) e entre 1998 e 1999 (6.4 anos de follow-up de 33.053 sujeitos) como parte do National Runners’ Health Study e entre 1998 e 1999, como parte do importante estudo “National Walkers’ Health Study” (5.7 anos de follow-up de 15.934 sujeitos).
Comparados com pessoas que caminhavam ou corriam abaixo da recomendação (<7.5 MET·h·wk−1), o risco da incidência de câncer foi 61% menor para quem alcançava a recomendação (HR = 0.39, 95% CI = 0.11–1.08, P = 0.07 para 7.5–12.5 MET·h·sem−1), 67% menor para quem se exercitava de uma a duas vezes a recomendação  (HR = 0.33; 95% CI = 0.15–0.72, P = 0.005 para 12.6–25.1 MET·h·sem−1), e 76.3% menor para quem se exercitava  duas vezes ou mais que a recomendação  (HR = 0.24, 95% CI = 0.11–0.52, P = 0.0005 para ≥25.2 MET·h·sem−1). Baseado nesses dados o autor concluiu que tanto a corrida como a caminhada reduzem a incidência de câncer de rim, independente de outros fatores de risco.
Ref: Med Sci Sports Exerc. 2014 Feb;46(2):312-7. doi: 10.1249/MSS.0b013e3182a4e89c


NEUROBIOLOGIA DA ATIVIDADE FÍSICA
SANDRA MAHECHA MATSUDO


O esquema abaixo é uma proposta inovadora dos benefícios da atividade física nos sistemas neural e biológico dos seres humano. Ele resume as principais consequências da atividade física para a saúde, qualidade de vida e felicidade. Este modelo foi proposto pela Dra. Sandra Matsudo, 2014.



Nenhum comentário:

Postar um comentário